ANÁLISE

O CORONAVÍRUS E O ESTADO EMOCIONAL NA AMÉRICA LATINA
quarantine

A divisão digital da Ágora Public Affairs & Strategic Communications fez um levantamento das emoções produzidas pela pandemia do coronavírus. Foram analisados posts públicos de usuários do Twitter, Facebook, Instagram e blogs na Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, México e Peru na COVID-19, no período ​​de 23 de março a 24 de maio.

A desconfiança é a emoção predominante na região. É interessante ressaltar que antes da pandemia a desconfiança já era uma característica reinante na região, onde se desconfiava tanto do público quanto do privado. O coronavírus potencializa essa situação e os indivíduos nas redes sociais desconfiam tanto das medidas tomadas pelos governos quanto da evolução da situação econômica nos seus países.

Somam-se a essa situação a ira ou a raiva como outras emoções preponderantes na região. Essa emoção se manifesta ante a doença em si mesma, as medidas econômicas dos governos e com as pessoas que não respeitam as restrições do isolamento social, entre outras causas.

Acesse ao estudo completo nesse link.