ANÁLISE

MÉXICO: CAMPANHAS ELEITORAIS (SEGUNDA ENTREGA)

Faltando menos de um mês para as Eleições, as campanhas dos partidos e dos candidatos a cargos de eleição popular continuam de forma intensa.

Enquanto este processo avança, o Instituto Eleitoral Nacional continua com a revisão da fiscalização dos gastos dos partidos e candidatos, das empresas que outorgam publicidade, além de verificar que o conteúdo das mesmas cumpra com o marco normativo sobre o assunto.

Apesar da contingência sanitária, graças ao avanço do encerramento do lockdown no país, (50% estados em amarelo e 40% em verde), os eventos públicos das campanhas puderam ser realizados sem impedimento, mas com as medidas sanitárias de higiene básicas estabelecidas em cada lugar.

Da mesma forma, graças à penetração da tecnologia e, principalmente, ao uso das redes sociais, as campanhas também tiveram grande parte do seu desenvolvimento nas redes. Situação que é regulada pela autoridade eleitoral e que os partidos e candidatos souberam aproveitar.

Os eventos públicos e a divulgação de publicidade nos meios tradicionais e digitais obedecem à transmissão de propostas, programas e ações que os candidatos partidários dirigem à população, os quais foram aprovados nas plataformas eleitorais pelo INE no início de janeiro deste ano.

Em função de tudo isso a Ágora México apresenta um documento que mostra as ideias e propostas nas campanhas eleitorais dos Estados de: Campeche, Colima, Guerrero, Michoacán, Querétaro, Tlaxcala e Zacatecas.

O relatório completo aqui.